Loading...

segunda-feira, maio 13, 2019

author photo

Confira 5 filmes fantásticos e de visualização obrigatória sobre o autismo e o síndrome de asperger, distúrbios neurológico e psicológico, respetivamente.

1. Mary and Max (Adam Elliot, 2009)

Mary and Max

O filme "Mary and Max" conta-nos a história de uma amizade entre duas pessoas completamente distintas: Mary Dinkle (Toni Collette), uma menina gordinha e solitária, de apenas oito anos de idade que vive nos subúrbios de Melbourne e Max Horovitz (Philip Seymour Hoffman), um homem de 44 anos, obeso e judeu que vive com Síndrome de Asperger no caos de Nova Iorque. Atingindo 20 anos e 2 continentes, a amizade de Mary e Max sobrevive muito além dos altos e baixos da vida. O filme é uma viagem que explora a amizade, o autismo, o alcoolismo, de onde vêm os bebés, a obesidade, a cleptomania, a diferença sexual, a confiança, as diferenças religiosas e muito mais.

2. Rain Man (Barry Levinson, 1988)

Rain Man

Charlie Babbitt (Tom Cruise), um jovem yuppie (Young Urban Professional), fica a saber que o seu pai faleceu. Na realidade, eles nunca se deram muito bem e não se viam há vários anos, mas, apesar disso, ele vai ao funeral e ao analisar o testamento descobre que herdou um Buick 1949 e algumas roseiras premiadas, enquanto um "beneficiário" tinha herdado cerca de três milhões de dólares. Curioso em saber quem herdou a fortuna, ele descobre que foi o seu irmão Raymond Babbitt (Dustin Hoffman), cuja existência ele desconhecia até então. Autista, Raymond é capaz de decifrar equações matemáticas com uma velocidade e precisão enorme. Charlie, com o intuito de exigir metade do dinheiro, sequestra o irmão da instituição onde permanecia internado e segue para Los Angeles. É durante esta viagem cheia de pequenos percalços que os dois entenderão o significado de serem irmãos.

3. I Am Sam (Jessie Nelson, 2001)

I Am Sam

Sam Dawson (Sean Penn) é um homem com deficiência mental que cria a sua filha Lucy Diamond Dawson (Dakota Fanning) com uma enorme ajuda dos seus amigos. Todavia, assim que Lucy alcança os 7 anos de idade, ela começa a ultrapassar o seu pai em níveis intelectuais, situação que chama a atenção de uma assistente social que quer Lucy internada num orfanato. Sam, a partir desse momento, enfrenta um caso praticamente impossível de ser vencido por ele, contando para isso com a ajuda da advogada Rita Harrison (Michelle Pfeiffer), que aceita o caso como um desafio com os seus colegas de profissão.

4. Adam (Max Mayer, 2009)

Adam

Adam Raki (Hugh Dancy) é um jovem amoroso e amável, mas com uma dificuldade enorme para se relacionar com as pessoas. Ele vive num mundo solitário até ao momento em que conhece a sua nova vizinha, Beth Buchwald (Rose Byrne), uma rapariga lindíssima, simpática e muito atenciosa. Ela tenta, a todo o custo, mostrar o mundo real a Adam. O relacionamento de ambos ilustra muito bem o que muitos dizem, que os opostos se atraem.

5. Extremely Loud & Incredibly Close (Stephen Daldry, 2011)

Extremely Loud & Incredibly Close

Aos 11 anos de idade, Oskar Schell (Thomas Horn) é uma criança excepcional: inventor amador, admirador da cultura francesa, pacifista. Depois de encontrar uma misteriosa chave que pertencia ao seu pai, que morreu no World Trade Center no 11 de Setembro, ele embarca numa incrível jornada - uma urgente e secreta caça por um segredo pelas cinco regiões de Nova Iorque. Enquanto Oskar vagueia pela cidade, ele encontra pessoas de topos os tipos, todos sobreviventes nos seus próprios caminhos.

Loading...
Artigo Seguinte Next Post
Artigo anterior Previous Post
 
-->